Bahia,
 
Página Inicial
Perfil do Velame
Adicionar a Favoritos
MERCADO DE ARTE POPULAR
 
Reportagens
Politiqué
Viva Voz
Cinema
 
 
 
 
Enviado por Agência Câmara - 27.1.2016 | 5h46m
Brasília
Projeto pune parlamentares que não cumprirem promessas de campanha

A Câmara dos Deputados analisa o Projeto de Lei Complementar (PLP) 118/15 que impede falsas promessas durante a campanha eleitoral. De acordo com o texto, os candidatos às eleições proporcionais e majoritárias deverão registrar suas propostas, indicando, de forma objetiva, suas metas para o exercício de mandato. No Legislativo, os registros deverão conter os temas que serão defendidos durante a atividade parlamentar. Quem não cumprir pelo menos 50% daquilo que foi prometido ficará proibido de se candidatar nas eleições subsequentes. A inelegibilidade será declarada após decisão da Justiça Eleitoral, respeitados os princípios da ampla defesa e do contraditório. Para o autor do projeto, deputado Índio da Costa (PSD-RJ), a medida vai evitar que os candidatos prometam o que não podem cumprir, exigindo mais responsabilidade e compromisso com os eleitores. Além disso, poderá resgatar a credibilidade das instituições políticas e de seus representantes. "O objetivo é que haja um percentual mínimo para que o político, durante o mandato, execute aquilo que se comprometeu na campanha eleitoral. Caso não consiga, ele ficará quatro anos proibido de uma nova candidatura. Acho que neste momento, onde muitas coisas que foram prometidas não foram cumpridas, é uma lei moralizadora e, sem dúvida nenhuma, vai ao encontro do desejo da sociedade", defende o autor. O sociólogo e cientista político do Instituto de Filosofia e Ciências Sociais da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) Paulo Baía faz ressalvas ao projeto: "Avalio a medida como uma iniciativa boa pelo ponto de vista da ética e de não mentir na campanha. Entretanto, o projeto é inócuo em termos práticos, porque os candidatos não dependem de si próprios para realizar as promessas, dependem de uma conjuntura". A proposta está aguardando análise da Comissão de Constituição e Justiça e, se aprovada, segue para o Plenário.
 
 
Enviado por Da Redação - 26.1.2016 | 15h57m
Salvador
Operação em aeroporto combate drogas e contrabando

  Operação em aeroporto combate drogas e contrabando
Para combater a chegada de produtos contrabandeados e entorpecentes, uma operação batizada de ‘Céu Azul’ está sendo realizada no Aeroporto Internacional de Salvador pela Polícia Federal, Departamento de Polícia Técnica (DPT) e a Polícia Civil da Bahia, por meio do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco) e da Coordenação de Operações Especiais (COE). Além dos voos internacionais, que normalmente passam pelo Raio X da Receita Federal, as bagagens de voos domésticos, sejam as de mão ou as que são transportadas no bagageiro da parte inferior das aeronaves, passaram a ser vistoriadas durante a operação, que começou na segunda-feira (25) e prossegue até sexta (29), também via terrestre, nos pedágios, porém, como o nome ‘Pista Limpa’. O chefe da divisão de repressão ao contrabando e descaminho da Receita Federal, Joselito Correia, informou que a intenção dos órgãos é intensificar o combate à chegada de drogas à capital baiana nas vésperas do Carnaval. “Quando vêm de fora, normalmente, são drogas sintéticas e, quando sai, daqui para a Europa, por exemplo, normalmente, é cocaína”. Correia disse ainda que voos oriundos de estados como Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, que fazem fronteira com países como Bolívia e Paraguai, passam por São Paulo e têm escala ou finalizam em Salvador, estão entre os priorizados pela operação. “Hoje [dia 26, segundo dia da operação no aeroporto], acabamos de fazer aqui apreensão de produtos contrabandeados que vieram da região de Foz do Iguaçu”. No caso dos produtos contrabandeados, ele explicou que o material é retido, e, em seguida, feito um termo de lacração. “Damos um prazo de 24 a 48 horas para que o contribuinte possa acompanhar a abertura do volume e possamos contar as mercadorias, qualificá-las e, a partir daí, fazer um auto de infração de perdimento. Além de [o passageiro] perder a mercadoria, a gente faz um processo de representação fiscal para fins penais, que encaminhamos para o Ministério Público Federal”. A Receita Federal e a Coordenação de Operações Especiais (COE) da Polícia Civil utilizam também cães farejadores na operação. Ao defender a utilização desses animais, o investigador de polícia e coordenador do canil do COE, Luis Bastos, explica que o “cão possui 250 milhões de células olfativas, enquanto que o humano tem cinco milhões. Eles [os cachorros] têm um poder muito grande de detectar a droga sem precisar abrir a bagagem, então, facilita muito o trabalho”. Até o momento, no aeroporto, não foi registrada nenhuma apreensão de drogas.
 
 
 
Enviado por Da Redação - 26.1.2016 | 15h55m
Micareta de Feira 2016
Projetos para camarotes devem ser apresentados até dia 19 de abril

Os compradores de espaços para montar camarotes no Circuito Maneca Ferreira, durante a Micareta de Feira de Santana, deverão obrigatoriamente apresentar projetos estrutural, elétrico, hidráulico e de incêndio até o dia 19 de abril. A festa acontece de 28 a 1º de maio. A montagem destes espaços – autorizados pela Prefeitura mediante pagamento por ocupação de metro linear: R$ 1 mil para camarote privado tipo especial, R$ 350 para o tipo popular, R$ 200 para arquibancada e R$ 2 mil para caminhão LED. Os conjuntos de projetos deverão ser entregues à Secretaria de Desenvolvimento Urbano, Grupamento de Bombeiros Militares, Crea (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia) e à Coelba. Quem não apresentar os conjuntos de projetos não será autorizado a construir o camarote. Caso já tenha sido construído, o equipamento será interditado até que todos os projetos sejam aprovados.
 
 
Enviado por Agência Câmara - 26.1.2016 | 15h48m
Brasília
Aprovada isenção de taxa para motorista idoso ou com deficiência renovar habilitação

A Comissão de Viação e Transportes da Câmara dos Deputados aprovou proposta que assegura isenção da taxa de renovação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) para o condutor com mais de 60 anos ou com deficiência, desde que inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico). O texto altera o Código de Trânsito Brasileiro (Lei 9.503/97). O CadÚnico é usado como critério pelo governo federal para identificar famílias de baixa renda. Para fazer parte do cadastro, a família precisa ter renda familiar mensal per capita de até meio salário mínimo ou renda mensal total de até três salários mínimos. Pela legislação atual, os condutores com mais de 65 anos têm de fazer o Exame de Aptidão Física e Mental para renovar a CNH a cada três anos e os demais motoristas, a cada cinco anos. Todos pagam o mesmo valor pela renovação. A proposta mantém a exigência do exame, mas assegura a gratuidade da renovação. O texto aprovado é o substitutivo da Comissão de Seguridade Social e Família ao Projeto de Lei 5383/09, do deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP) e às propostas apensadas (PLs 6865/10 e 432/11). A relatora na Comissão de Viação, deputada Clarissa Garotinho (PR-RJ), recomendou a aprovação da matéria na forma do substitutivo da Comissão de Seguridade. O projeto original concedia gratuidade na taxa de renovação apenas aos motoristas com mais de 65 anos de idade. O substitutivo conjuga as três propostas em análise. “Considero justas as propostas, inclusive com o teto de renda para a isenção, bem como a extensão da isenção de taxa de renovação da Carteira Nacional de Habilitação a pessoas com deficiência com rendimento abaixo desse limite”, disse a relatora. A proposta tramita em caráter conclusivo e será ainda analisada pelas comissões de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.
 
 
Enviado por Agência Senado - 26.1.2016 | 6h58m
Brasília
Voos internacionais deverão ter comissário que fale português

O senador Gladson Cameli (PP-AC) quer obrigar empresas aéreas a terem ao menos um comissário de bordo que fale português nos voos internacionais. Para isso, apresentou um projeto de lei (PLS 189/2015), que tramita na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), onde aguarda designação de relator. Segundo o parlamentar, atualmente mais de 5 mil voos internacionais chegam mensalmente ao Brasil. Menos de 30% dos passageiros nestes voos são transportados por aéreas nacionais. "Enquanto nas empresas brasileiras é obrigatória a contratação de pilotos brasileiros e de pelo menos dois terços de comissários brasileiros, inexiste a obrigação nas aéreas estrangeiras de contratação de pessoal com domínio de língua portuguesa", afirma em sua justificativa Além de facilitar a vida dos consumidores brasileiros, o parlamentar espera que a iniciativa tenha impacto direto também na segurança, visto que os profissionais poderão repassar as instruções - seja de procedimento rotineiro de emergência - em português.
 
 
Enviado por Da Redação - 25.1.2016 | 16h04m
Feira de Santana
“Estamos nos esforçando para fazer uma transformação no sistema de transporte”, diz prefeito

“Estamos nos esforçando para fazer uma transformação no sistema de transporte”, diz prefeito
Quem quiser fazer os cartões magnéticos para passagem do transporte coletivo em Feira de Santana terão diversas opções de locais para o cadastro. Em entrevista ao programa Acorda Cidade, da rádio Sociedade de Feira, o prefeito José Ronaldo esclareceu dúvidas sobre o assunto. “Hoje, no mundo inteiro, as pessoas não utilizam mais dinheiro para pagar passagem. Usam um cartão magnético. Orientamos as empresas a colocarem pontos de cadastramento em diversos pontos da cidade, inclusive em alguns bairros, para facilitar o acesso da população ao cartão”, afirmou o prefeito. O cartão magnético terá custo zero para a população e poderá ser usado por qualquer pessoa, pois não será personalizado. A passagem do transporte coletivo urbano tem o valor de R$ 3,10. A partir do mês de março, quem optar pagar em dinheiro desembolsará R$ 3,30. “Tenho certeza que as pessoas irão pagar o valor mínimo. O cartão é gratuito e ninguém vai querer pagar mais caro. Isso vai ajudar a diminuir a circulação de dinheiro dentro dos ônibus, consequentemente, diminuir o índice de assalto nos veículos”, destacou José Ronaldo. Outra vantagem para quem utilizar o cartão será o bilhete único. A pessoa poderá, dentro do prazo de uma hora, pegar diversos ônibus com uma única passagem. “O cidadão sai da Pampalona, por exemplo, desce no centro compra alguma coisa e depois pode pegar outro ônibus para o bairro SIM pagando apenas R$ 3,10”, exemplificou. O prefeito aproveitou a oportunidade para destacar as mudanças que estão sendo realizadas no transporte público na cidade. Feira de Santana se tornou, na última semana, a única cidade do país com uma frota 100% zero quilômetro. “As pessoas queriam uma transformação no nosso sistema de transporte. Estamos nos esforçando para fazer. Já entregamos novos veículos e os serviços previstos no edital serão implantados para melhorarmos ainda mais o transporte público”, pontuou. 
 
 
Enviado por Da Redação - 25.1.2016 | 15h27m
Luto
Governador lamenta morte de bombeiro militar

Por meio de seu perfil oficial no Facebook, o governador Rui Costa lamentou a morte de um soldado do Corpo de Bombeiros Militar durante uma das ações da corporação neste final de semana. "O soldado Eduardo Santos Góes não hesitou em cumprir com coragem e resistência a missão de salvar vidas. Ontem, veio a falecer após o resgate de duas pessoas ilhadas no Rio Jacuípe, região de Feira de Santana. Com toda certeza, o Corpo de Bombeiros Militar da Bahia se despede de um grande guerreiro. Desejo expressar a minha profunda tristeza com a morte de Eduardo Góes, que deixará um lindo exemplo de dedicação em prol da nossa sociedade", disse o governador.
 
 
Enviado por Agência Câmara - 25.1.2016 | 6h46m
Brasília
Projeto proíbe bloqueio de internet por operadoras de telefonia celular

A Câmara dos Deputados poderá discutir, a partir de fevereiro, regras sobre a restrição de internet pelas empresas de telefonia celular. Desde o ano passado, as operadoras estão avisando os clientes que a internet vai ser cortada caso a pessoa consuma todo o pacote de dados contratado antes do tempo previsto. Hoje, quando isso acontece, o usuário continua com internet, mas com velocidade mais lenta. A possibilidade de bloqueio motivou várias ações na Justiça. Na Câmara, o deputado Helder Salomão (PT-ES) apresentou projeto de lei (PL 3470/15) que proíbe as operadoras de fazerem esse tipo de corte em todo o País. "Nós achamos isso um absurdo. Concordamos que, ao final da franquia do pacote contratado, a pessoa não se mantenha conectada com a mesma velocidade, mas avaliamos como fundamental que se mantenha conectada”, afirmou o deputado. Já o ex-conselheiro da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) Marcelo Bechara disse que a interrupção da internet para quem usa além do pacote contratado poderá melhorar a qualidade da internet em geral. "Os planos de dados devem ser acomodados à realidade. Até para que não prejudiquem aquele que está dentro da franquia, porque ele está dentro da franquia, mas não consegue acessar a rede porque um monte de gente já está na velocidade reduzida", disse Bechara, em debate na Câmara sobre o assunto, no ano passado. O PL 3470 só permite o corte da internet pelas operadoras em caso de inadimplência do cliente. Segundo o projeto, quando estiver perto de acabar a franquia (15% do final), o cliente deve ser avisado. E quando estourar, a velocidade poderá ser diminuída para até 30% da que foi contratada. No caso de celular pré-pago, pode cair para 10% da internet mais rápida ofertada na última semana antes de os créditos de dados acabarem. O projeto de Helder Salomão também prevê outras metas de rapidez de internet. Entre elas, a que determina que o cliente nunca pode receber menos de 60% da velocidade que adquiriu. Isso é 20% a mais do que é obrigatório para as operadoras atualmente (a transmissão instantânea deve ter pelo menos 40% da velocidade contratada). "Muitas vezes, nós compramos um serviço de internet numa velocidade que não é entregue pelas operadoras, então queremos a garantia de que não haja o oferecimento de um serviço menor por parte da operadora", disse Helder Salomão. O projeto tramita em conjunto com o PL 7415/02 e com outros que tratam de telefonia celular. Essas propostas aguardam votação no Plenário da Câmara.
 
 
Enviado por Agência Senado - 24.1.2016 | 17h43m
Brasília
Projeto permite que eleitores revoguem mandato de políticos

De acordo com a proposta de emenda à Constituição PEC 160/2015, que tramina do Senado, políticos eleitos pelo voto majoritário podem ter o mandato revogado caso 5% dos eleitores apresentem uma proposta de referendo revogatório. O referendo seria convocado pela Justiça eleitoral e, caso mais de 50% dos eleitores votantes decidissem, o eleito perderia o mandato.  A proposta tramita na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ). Clique AQUI e ouça mais sobre o assunto na Rádio Senado.
 
 
Enviado por Rafael Velame - 22.1.2016 | 11h38m
Foguetinho
Macaco não olha pro rabo

Macaco não olha pro rabo
O governo do estado da Bahia recentemente elevou de 17% para 18% o Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) cobrado sobre cosméticos e bebidas. Também aumentou a alíquota do ICMS (Imposto de Circulação de Mercadoria e Serviços) da gasolina de 27% para 30%. Sem falar no reajuste de 100% para alguns usuários do Planserv. Todos esses acréscimos, defendidos pelo deputado estadual, Zé Neto (PT). Mas, como de costume, o petista costuma usar dois pesos e duas medidas nos seus posicionamentos. O parlamentar tem ocupado a imprensa feirense para bradar contra o aumento da tarifa de ônibus urbano, que passou para R$ 3,10.  Segundo ele, o aumento é ilegal. Ou seja: aumentar o preço do combustível pode. O preço da passagem, não.  
 
 
 
Enviado por Da Redação - 22.1.2016 | 11h11m
Bahia
Pelo Twitter, Rui anuncia lançamento de edital de duas policlínicas

Um importa nte passo para a implantação dos Consórcios de Saúde do Estado da Bahia foi dado nesta sexta-feira (22), com o lançamento do edital para construção das duas primeiras policlínicas, em Jequié e Teixeira de Freitas, conforme anunciou o governador Rui Costa por meio de seu perfil oficial no Twitter (@costa_rui). "A saúde precisa ser pensada regionalmente, porque um município sozinho não tem condições de bancar todos os custos. Trabalho conjunto é a solução", registrou o governador na rede social. Os editais foram lançados pelo Governo do Estado, por meio da Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder), que prevê um prazo de 10 meses para a construção de cada um desses equipamentos, a partir do início das obras. As policlínicas são unidades de cuidado especializado, integrados à rede de atenção à saúde, vão atuar como elo da rede de assistência, se constituindo como um ponto de atenção de média complexidade, ligando a atenção primária aos serviços de maiores complexidades. Os Consórcios de Saúde, que tem nas policlínicas um dos mais importantes equipamentos, são voltados para a ampliação e descentralização de serviços de saúde e o reequilíbrio financeiro dos municípios. No modelo proposta pela Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), os consórcios envolvem os municípios, que terão a participação do Estado, passando a ficar responsáveis pela gestão regionalizada de serviços, como unidades de pronto atendimento, laboratórios regionais, e eventualmente, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192) e hospitais municipais. “Os consórcios  se constituem na união de entes federativos. Neste caso, Estado e municípios se consorciam  para o desenvolvimento de ações conjuntas e regionalizadas de saúde”, explica o secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, acrescentando que “os consórcios  são instrumentos que possibilitam uma nova perspectiva de gestão pública, sobretudo, em um cenário de subfinanciamento da saúde, onde a cooperação interfederativa é uma necessidade”. Com o modelo dos Consórcios de Saúde, a meta é construir 28 policlínicas, com até 13 especialidades, 32 serviços de apoio diagnóstico, equipamentos, tais como tomógrafo, ressonância magnética, mamógrafo, além de realizar pequenas cirurgias. Diferente do que ocorre atualmente, o objetivo é que as pessoas não precisem mais se deslocar para a capital a fim de realizar consultas e exames, visto que os mesmos estariam disponíveis nas diversas regiões do estado. Com 2.938 m² de área construída, o projeto prevê o investimento de R$ 12,3 milhões (Jequié) e R$ 11,7 milhões (Teixeira de Freitas) na construção, bem como R$ 6,175 milhões em equipamentos. As policlínicas terão consultas de várias especialidades médicas como:  Angiologia, Cardiologia, Endocrinologia, Gastroenterologia, Mastologia, Neurologia, Otorrinolaringologia, Oftalmologia, Urologia, Ginecologia, Ortopedia, podendo ampliar para Pneumologia, Reumatologia, Hematologia e  Dermatologia. Estas unidades de saúde terão a construção e aquisição de equipamentos com recursos estaduais, enquanto o custeio de R$ 7,2 milhões será mantido pelos entes interfederados no consórcio, de acordo com a seguinte proporção: 40% pelo estado e 60% pelos municípios consorciados.
 
 
Enviado por Agência Câmara - 22.1.2016 | 6h06m
Brasília
Deputado que obrigar utilização de lâmpadas LED em órgãos públicos

A Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público da Câmara dos Deputados aprovou proposta do deputado Rômulo Gouveia (PSD-PB) que torna obrigatória a utilização de lâmpadas de LED na iluminação de prédios públicos (PL 2623/15). A proposta estabelece o prazo de cinco anos para que os órgãos públicos federais se adaptem à exigência. A proposição também prevê que as concessionárias terão direito ao ressarcimento dos descontos previstos com recursos provenientes da Conta de Desenvolvimento Energético (CDE). A CDE é um encargo setorial pago pelas empresas para estimular o desenvolvimento energético dos estados, para viabilizar a competitividade da energia elétrica produzida a partir de alternativas, bem como levar o serviço de energia elétrica a todos os consumidores brasileiros. O relator, deputado Fábio Mitidieri (PSD-SE), defendeu a aprovação do texto, e lembrou que, em alguns países, como no México e na Itália, o LED vem sendo utilizado inclusive em iluminação pública. “As vantagens são relevantes. A energia consumida pelo LED é revertida em iluminação e não em calor, consequentemente não desperdiça energia, implicando em menor consumo de energia e maior eficiência“, explicou o parlamentar. rO projeto, que tramita em caráter conclusivo, ainda será analisado pelas comissões de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.
 
 
Enviado por Agência Senado - 21.1.2016 | 16h09m
Brasília
Senado analisa estímulo à participação de afrodescendentes na política

Senado analisa estímulo à participação de afrodescendentes na política
Pelo menos 5% dos recursos do Fundo Partidário poderão ser destinados à promoção da participação dos afrodescendentes na política brasileira. É o que determina o Projeto de Lei do Senado (PLS) 160/2013, que altera a Lei dos Partidos Políticos para executar essa mudança. Apresentada pelo senador João Capiberibe (PSB-AP), a proposta já foi aprovada pela Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) e aguarda decisão final da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ). O relator nesse colegiado é o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), que ainda não apresentou seu parecer. Ao justificar a proposta, Capiberibe argumentou que a medida ajudará a inserir os afrodescendentes na política brasileira e a promover a igualdade racial. Na opinião do senador, a população afrodescendente vem sendo excluída, ao longo da história, do desenvolvimento econômico que ela mesma ajudou a promover. — O movimento negro do Partido Socialista Brasileiro (PSB), representado pela Negritude Socialista Brasileira (NSB), tem encontrado dificuldades para alcançar seus objetivos, em razão de fatores como o analfabetismo, a despolitização da população negra, discriminação racial, falta de qualificação profissional e de autoestima dos negros, além da carência de recursos financeiros — reconheceu Capiberibe. O relator do PLS 160/2013 na CDH, senador Paulo Paim (PT-RS), apoiou a aplicação de recursos do Fundo Partidário na solução desse problema, “na medida em que estabelece condições para que a população afrodescendente esteja condigna e proporcionalmente representada em todas as instâncias políticas nacionais”.
 
 
Enviado por Da Redação - 21.1.2016 | 14h57m
Bahia
Governador se reúne com prefeitos para acelerar instalação de creches

Governador se reúne com prefeitos para acelerar instalação de creches
Cinquenta e seis prefeituras baianas estarão reunidas, na quinta e sexta-feira (21 e 22), com uma equipe técnica do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), órgão ligado ao Ministério da Educação, para tratar, principalmente, de pendências em relação à construção de creches naqueles municípios. O encontro será aberto às 9h desta quinta, na sede da União dos Prefeitos da Bahia (UPB), no Centro Administrativo. O governador Rui Costa participará do evento a partir das 10h. Também estarão presentes o presidente do FNDE, Antônio Idilvan, e o secretário estadual da Educação, Osvaldo Barreto.  A iniciativa da reunião de trabalho foi tomada pela Secretaria da Educação do Estado, através do programa Educar para Transformar, com o objetivo de promover o fortalecimento da educação infantil na Bahia. Responsável pela execução das políticas educacionais do Ministério da Educação, através do financiamento de programas que visam à melhoria da qualidade da educação, o FNDE irá atender, nos dois dias do encontro, aos prefeitos e suas assessorias técnicas para resolver pendências envolvendo prestação de contas, obras e dúvidas em relação às ações desenvolvidas pelo Fundo.  Na oportunidade, os técnicos também vão realizar palestra e oficinas sobre implantação de creches, reformulação de obras e Planos de Ações Articuladas. O PAR consiste no planejamento multidimensional da política de educação que os municípios, os estados e o Distrito Federal devem fazer para um período de quatro. Envolve gestão educacional, formação de profissionais de educação, práticas pedagógicas e avaliação, e infraestrutura e recursos pedagógicos. É coordenado pelas secretarias municipais e/ou estadual de educação, mas deve ser elaborado com a participação de gestores, de professores e da comunidade local. O FNDE é responsável por diversos programas na área de educação, a exemplo do Brasil Carinhoso, Brasil Profissionalizado, Caminho da Escola, transporte e merenda escolar, biblioteca, Proinfância, Proinfo, livro didático, dentre outros.
 
 
 
Enviado por Da Redação - 21.1.2016 | 14h56m
Feira de Santana
Pólos de Cultura Digital formam nova turma a anunciam inscrições

Promovido pela Fundação Municipal Egberto Tavares Costa, através do Instituto Paramitas, o curso de informática dos Pólos de Cultura Digital formará mais uma turma com 1.198 participantes. A solenidade será realizada no dia 20 de fevereiro, no Teatro Margarida Ribeiro, a partir das 9h. A partir do dia 1 de fevereiro, todos os pólos estarão abertos para matrícula de novos alunos, nos turnos matutino e vespertino, com os cursos de Inclusão Digital (Primeiros Clicks) e Educação para o Trabalho, cursos de Aluno Monitor (Microsoft) e Microsoft Virtual Academy. Os cursos contemplam, principalmente, moradores dos bairros Parque Ipê, Mangabeira, Centro, Baraúnas, Parque Sevilha, Caraíbas, Rua Nova, Fraternidade. Também os distritos de Matinha, Jaíba e Maria Quitéria. Os cursos são ministrados às segundas e terças, das 8 às 10h e das 10h às 12h. Quem se destaca no aprendizado pode ser convocado para trabalhar na própria instituição, que também disponibiliza grupos de facilitadores que têm feito formação de turmas no Centro de Tecnologia das Baraúnas. Nesse mês de janeiro foram realizadas várias ações de divulgação nas localidades próximas aos Pólos de Cultura Digital. Os cursos têm capacidade de atender aproximadamente 125 pessoas, contando todas as unidades. As inscrições são feitas no próprio Pólo e o interessado deve comparecer com documento de RG, CPF e comprovante de residência.
 
 
 
 


 
 
 

 

 

 

 

 

 

 

 
2016
Fev | Jan |
 
2015
Dez | Nov | Out | Set | Ago |
Jul | Jun | Mai | Abr | Mar |
Fev | Jan |
 
2014
Dez | Nov | Out | Set | Ago |
Jul | Jun | Mai | Abr | Mar |
Fev | Jan |
 
2013
Dez | Nov | Out | Set | Ago |
Jul | Jun | Mai | Abr | Mar |
Fev | Jan |
 
2012
Dez | Nov | Out | Set | Ago |
Jul | Jun | Mai | Abr | Mar |
Fev | Jan |
 
2011
Dez | Nov | Out | Set | Ago |
Jul | Jun | Mai | Abr | Mar |
Fev | Jan |
 
2010
Dez | Nov | Out | Set | Ago |
Jul | Jun | Mai | Abr | Mar |
Fev | Jan |
 
2009
Dez | Nov | Out | Set | Ago |
Jul | Jun | Mai | Abr | Mar |
Fev | Jan |
 
2008
Dez | Nov |
 
 
 
A Tarde
Abordagem Policial
Acorda Cidade
Agravo
Bahia Já
Bahia Notícias
Barbarella Moderna
Bebi Esse
Bicho do Tomba
Blog Daniele Barreto
Blog de Mário Kertész
Blog do Gusmão
Blog do Jair Onofre
Blog do Kuelho
Bocão News
Bom dia Feira
Caldeirão do Paulão
Calila Notícias
Carlos Geilson
Central de Polícia
Cláudio Humberto
Congresso em Foco
Correio da Bahia
Correio Feirense
Edson Borges
Eduardo Leite
Em Busca do Sim
Feirenses
Fernando Torres
Folha do Estado
Generación Y
Improbabilidade Infinita
Interior da Bahia
Jeitosa
Josias de Souza
Klube do Rafa
Luiz Felipe Pondé
Observatório da Blogosfera
Pimenta na Muqueca
Polícia é Viola
Política Hoje
Política Livre
Por Escrito
Por Simas
Reginaldo Tracajá
Reinaldo Azevedo
Ricardo Noblat
Segurança em Foco
Sid Caricaturas
Tabuleiro da Maria
Teia de Notícias
Transa Revista
Tribuna da Bahia
Tribuna Feirense
TV Geral
Valter Vieira
Viva Feira
Vladimir Aras
   
 
 
 
Perfil   Arquivo   Contato   Anuncie   Webmail
Assine o RSS
  Copyright © 2016 Blog do Velame. All rights reserved. by Tacitus Tecnologia  
Página Inicial